Terça, 19 de Janeiro de 2021 09:47
(62) 98592-3093
Agenda Artigo

Expectativas para o mercado imobiliário em 2021

Por Victoria Branquinho, advogada atuante no ramo imobiliário e cível

22/12/2020 07h38
86
Por: Redação Fonte: Victoria Branquinho
Imagem de Nattanan Kanchanaprat por Pixabay
Imagem de Nattanan Kanchanaprat por Pixabay

 

A pandemia da COVID-19 trouxe grandes desafios e incertezas como já se sabe, não sendo diferente no mercado imobiliário. No primeiro semestre deste ano grandes nomes como Cristiane Portella, presidente da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário Poupança - Abecip - e Basílio Jafest, presidente do Sindicato da Habitação de São Paulo - Secovi-SP -, acreditavam que não havia como prever ao certo o impacto da COVID-19 no mercado imobiliário.

Atrelado a isso, bem como em razão da finalização de 2020 e aos balanços realizados pelas empresas nesta época, buscando sempre as tendências e novidades do mercado, demonstra-se relevante a realização de um breve levantamento sobre o mercado imobiliário no ano de 2021, o que pretende o presente Artigo.

Primeiramente, em relação a este ano, em pesquisa realizada mensalmente pelo Secovi-SP, em novembro foi possível verificar que o mercado imobiliário da cidade de São Paulo mantém o crescimento. Em outubro foram comercializadas 5.552 unidades, a maior quantidade contabilizada para o mês desde 2004. O crescimento em relação às 5.147 unidades vendidas em setembro foi de 7,9%. Ainda comparado à comercialização de 4.023 unidades em outubro de 2019, houve alta de 38,0%.

Já em relação ao ano de 2021, vale destacar a pesquisa realizada pela Abrainc - Associação Brasileira das Incorporadoras Imobiliárias- a qual obteve o resultado de que 97% das 38 maiores empresas do ramo pretendem lançar empreendimentos no próximo ano.

Também é positivo o resultado levantado nessa mesma pesquisa apontando que 87% das organizações consultadas acreditam que as vendas devem aumentar em 2021. Associado a isso, com a diminuição da taxa Selic para 2% a tendência é que mais pessoas adquiram o tão desejado apartamento próprio.

Outro ponto é a capacidade de adaptação do mercado imobiliário, onde a busca por espaços residenciais maiores não exclui os imóveis comerciais, os quais serão apenas reformulados, crescendo os espaços de coworking.

Outrossim, a mudança de comportamento da sociedade, fruto também da pandemia, impactou na forma de como a aquisição do imóvel é realizada. Ademais, não há como falar em venda de imóveis, principalmente no que tange ao marketing, sem mencionar o uso da tecnologia. Isso porque essa proporcionou que as pessoas conhecessem o imóvel à distância como se nele o estivesse, fomentando ainda mais a compra, sendo relevante principalmente em época de quarentena e atualmente, vez que ainda há pessoas que evitam sair de casa.

Voltando ao mercado propriamente, Antônio Carlos Ferreira Rosa, responsável no Brasil por todas as atividades do setor imobiliário da Hines (empresa de desenvolvimento e gestão de investimentos no mercado imobiliário, fundada em 1957), verbera que apesar de alguns investidores estrangeiros não visualizarem o país com segurança e aguardarem mais um pouco, outros que já estão acostumados a investir no país há muitos anos estão confiantes.

Por fim, diante de todas as pesquisas realizadas recentemente, bem como reportagens e pareceres de especialistas, a expectativa para o mercado imobiliário é positiva e fomentadora.

Victoria Branquinho, advogada atuante no ramo imobiliário e cível, prestando serviços na seara consultiva e contenciosa de incorporadoras, loteadoras, construtoras e imobiliárias. Bacharel em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás. Pós-Graduanda em Direito Civil e Processo Civil pela Faculdade Atame. Pós-Graduanda em Direito Condominial pela DALMASS. Diretora Imobiliária do Ibrades - Instituto Brasileiro de Direito e Sustentabilidade -, Membra do IBradim - Instituto Brasileiro de Direito Imobiliário -, Comissão de Direito Imobiliário e Urbanístico da OAB/GO e Comissão Especial de Arbitragem. Está no instagram como @vicbranquinho e @papodeimobiliario

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Goiânia - GO
Atualizado às 09h30 - Fonte: Climatempo
24°
Nuvens esparsas

Mín. 21° Máx. 30°

24° Sensação
4 km/h Vento
78% Umidade do ar
80% (6mm) Chance de chuva
Amanhã (20/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 31°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Quinta (21/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 30°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Ele1 - Criar site de notícias